Você está aqui: Página Inicial > central de conteúdos > Notícias > MDH realiza seminário de enfrentamento ao discurso de ódio contra mulheres negras

Notícias

MDH realiza seminário de enfrentamento ao discurso de ódio contra mulheres negras

por publicado: 19/07/2018 14h56 última modificação: 19/07/2018 14h56

Diante da realidade de mulheres negras vítimas de discurso de ódio na internet, o Ministério dos Direitos Humanos promove o seminário “Ancestralidade e Sustentabilidade da Mulher Negra: violência, violação de direitos e emancipação”. Com execução da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o evento ocorrerá entre os dias 7 e 9 de agosto de 2018. 

“Esta iniciativa pretende apontar caminhos para a enfrentar os processos históricos de discriminação de gênero e étnico-raciais, qualificando a construção de novas concepções acerca das relações humanas e institucionais para a sociedade brasileira”, destaca o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha.

Com o objetivo de não permitir os diferentes tipos de violência contra as mulheres de todo país, foi desenvolvido a Central de Atendimento à Mulher: o Disque 180 que ajuda as usuárias a ter acesso a mais informações sobre violência doméstica, abuso sexual, Lei Maria da Penha, entre outros.

Rede de Proteção – O Ministério dos Direitos Humanos disponibiliza três canais de denúncia para atender graves situações de violações de direitos:

  • Disque 100: Funciona diariamente, 24 horas por dia. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou celular, bastando discar 100.
  • Proteja Brasil: Aplicativo gratuito que permite a toda pessoa se engajar na proteção de crianças e adolescentes. Também recebe denúncias de locais sem acessibilidade, de crimes na internet e de violações relacionadas a outras populações em situação vulnerável.
  • Ouvidoria online: O usuário preenche o formulário disponível em humanizaredes. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.