Você está aqui: Página Inicial > central de conteúdos > Notícias > 2018 > 03 Março > Em parceria com a Seppir, Fundação Cultural Palmares comemora Mês da Mulher com evento voltado ao papel feminino na sociedade

Notícias

Em parceria com a Seppir, Fundação Cultural Palmares comemora Mês da Mulher com evento voltado ao papel feminino na sociedade

por publicado: 07/03/2018 09h45 última modificação: 07/03/2018 09h45

A Fundação Cultural Palmares (FCP) realiza em parceria com a Seppir uma programação diversificada em homenagem ao Mês da Mulher com o lançamento da Campanha O Meu lugar é onde eu quiser. O evento que será realizado na próxima quarta-feira (07/03), das 14 às 18 horas, na sede da Fundação Cultural Palmares, em Brasília tem por objetivo promover a participação feminina mais ativa na sociedade.

Realizado na véspera do Dia Internacional da Mulher (8 de março),  a solenidade contará com debates com especialistas, abertura de exposição, sessão de autógrafo e exibição de um vídeo produzido para a campanha, com a participação do presidente da FCP, Erivaldo Oliveira.

A partir das 15h10, ocorrem duas rodas de diálogo, que vão dar oportunidade para troca de vivências que incentivem o empoderamento feminino. A primeira terá como tema Mulheres e Mídia. Participam Marília Marques, jornalista do site de notícias G1; Cristiane Sobral, atriz, escritora e professora; Rosa Luz, artista multimídia e criadora do canal Barraco da Rosa; e Edileuza Penha de Souza, documentarista.

Na sequência, outra mesa com o tema A Mulher no Campo da Gestão Pública e Privada. Participam Adeni Santana, autônoma; Adriana Ribeiro, empresária; Kizzy Collares Antunes, procuradora da Advocacia Geral da União (AGU); Lucilene Santos, quilombola Kalunga e gestora do estado de Goiás; e Ialorixá Francesly de Oyá, do terreiro KeweOyáSogy.

Após as rodas de diálogo, acontece a abertura da exposição de fotos A Força das Mulheres na Cultura Afro-Brasileira. Às 17h30, Renata Nogueira lança o livro Irmandades Negras: Reconhecimento e Cidadania. A publicação traz a dissertação de mestrado no curso de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB) que venceu o II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira, realizado pela Fundação Palmares.

Juvenal Araújo, Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, reforça a importância de iniciativas como a Campanha principalmente para o perfil das mulheres negras caracterizado por trabalharem mais, ganharem menos e terem limitadas as oportunidades no mercado de trabalho quando comparadas aos homens. “Estamos em um país racista e machista, é preciso fomentar os caminhos de garantia dos direitos das mulheres no Brasil e oportunizar a visibilidade das afro-brasileiras como um dos grupos prioritários da Década Internacional de Afrodescendentes proclamada pela Assembleia Geral da ONU pelo período entre 2015 e 2024”, declara.

Para o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira, o evento vem para refletir sobre o papel da mulher, especialmente as negras, nos diversos campos sociais, como o mercado de trabalho, na cultura, nas artes, no acesso à justiça e às políticas públicas.

Programação

Data: 07 de Março de 2018 – Quarta–feira

De 14h às 15h – Abertura do evento com o lançamento da Campanha Meu Lugar é Onde Eu Quiser

15:10 às 16:10– Roda de diálogo com o tema Mulheres e Mídias

Participantes:

•          Cristiane Sobral – atriz, escritora, professora e palestrante

•          Marília Marques – jornalista do G1/DF

•          Rosa Luz – artista multimídia do Distrito Federal e criadora do canal Barraco da Rosa

•          Edileuza Penha de Souza – doutora e documentarista

16:10 às 17:00 – Roda de diálogo sobre A Mulher no campo da Gestão pública e privada

Participantes:

•          Adeni Santana – autônoma

•          Adriana Ribeiro – empresária

•          Kizzy Collares Antunes – procuradora da Advocacia Geral da União;

•          Lucilene Santos – quilombola Kalunga e gestora no estado de Goiás

•          Ialorixá Francesly de Oyá – representante do Terreiro KeweOyáSogy.

17:00 – Exposição: A força das mulheres na cultura afro-brasileira. Reconstituiu, simbolicamente, a trajetória de luta das mulheres negras em defesa de seu patrimônio cultural.

17:30 – Lançamento do livro: Irmandades Negras Reconhecimento e Cidadania, de Renata Nogueira.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fundação Cultural Palmares

Contato: (61) 3424-0107 / marcelo.araujo@palmares.gov.br