Você está aqui: Página Inicial > central de conteúdos > Notícias > 2016 > Governo federal lança campanha pelo direito da população trans à saúde integral, humanizada e de qualidade

Notícias

Governo federal lança campanha pelo direito da população trans à saúde integral, humanizada e de qualidade

Lançada nesta quarta-feira (27), campanha busca conscientizar os profissionais de saúde e a sociedade em geral sobre o direito de travestis, mulheres transexuais e homens trans ao atendimento na rede de saúde
por publicado: 27/01/2016 13h49 última modificação: 27/01/2016 13h49

Em parceria com o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, o Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira (27) a campanha "Cuidar bem da saúde de cada um faz bem para todos, faz bem para o Brasil".  O objetivo é conscientizar os profissionais de saúde e a sociedade em geral sobre o direito de travestis, mulheres transexuais e homens trans ao atendimento integral, humanizado e de qualidade na rede de saúde.

Segundo o secretário especial de Direitos Humanos, Rogério Sottili, a campanha faz parte de um processo que busca garantir a essa população o direito à cidadania. “O Estado deve proporcionar políticas públicas que reconheçam os travestis, mulheres transexuais e homens trans como pessoas de direitos”, afirmou Sottili.

O secretário destacou que o governo e sociedade civil devem atuar em conjunto para que o país possa avançar na garantia de direitos da população LGBT.  Citou ainda que o Brasil é o país que mais assassina travestis e transexuais no mundo, e que essa população na sua maioria tem baixa escolaridade e não atinge os 50 anos de vida.

“Com base nessa realidade, nós queremos fazer uma revolução de valores. Uma revolução que diz que todas as pessoas devem ser respeitadas. Não queremos só respeito e tolerância, precisamos celebrar a diversidade do nosso país. É isso que fará de nós um país pleno de cidadania”, disse.

O lançamento da campanha ocorre na semana do Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro. Também participaram da cerimônia a secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Lenir dos Santos, a deputada Érika Kokay e a conselheira Nacional de Saúde, Tathiane Araújo.